Bullyng Escolar: Um desafio que atravessa as fronteiras da Educação e torna-se também um problema de Saúde Pública.


Bullyng Escolar é um fenômeno psicossocial que vem se expandindo consideravelmente no Brasil, e por isso, tomando uma dimensão epidêmica. Sua gravidade traz comprometimento ao saudável desenvolvimento do sujeito, como também conseqüências psicológicas, que ficam marcadas nos aspectos emocionais, sociais e cognitivos, até a fase adulta. É considerável o quantitativo de adultos, que ainda carregam consigo marcas desse processo escolar aviltante e depreciativo. Essas marcas incidem de forma prejudicial nas relações afetivas (parentais, amorosas e etc.), desempenho profissional e na interação social, como um todo. Sempre enfatizando a desigualdade de poder.

Bullyng caracteriza-se pela submissão a maus-tratos (principalmente relacionados à socialização escolar) que variam entre psicológicos, até inúmeras formas de agressão depreciativa, tais como: verbais, físicas, zombarias, difamações, ameaças, exclusão social e a mais nova modalidade conhecida como, Cyberbulling. Que nada mais do que a tecnologia sendo usada para ataques psicológicos, por meio de mensagens de celular ou das mídias sociais, ou seja: a deturpação de uma ferramenta tecnológica informativa para atos de violência mental, muito praticada pelos adolescentes na atualidade. Então, aquelas chamadas “Implicâncias escolares próprias da idade”, tornam-se agora um importante fenômeno de risco, a ser considerado como o desencadeador de problemas psicossomáticos para a Saúde Pública.

Os principais atores sociais envolvidos nessa prática adoecedora estão na faixa escolar do 3º ao 9º ano do ensino fundamental (9 a 15 anos, mais ou menos). Em sua grande maioria de famílias onde imperam a falta de limites, autoritarismo, ambivalência nas relações, práticas educativas medievais, superproteção e inibição da autonomia. Por isso, faz-se mister a adoção de práticas conscientizadoras, em meio ao espaço educacional (professores e alunos) e familiar, criando assim, uma rede de cuidados que esclareçam os malefícios causados na saúde mental, nesses casos.

O Bullyng Escolar tem o efeito de comprometer a estruturação saudável da personalidade (já que sua maior incidência é no período da puberdade a adolescência), comportando sentimentos negativos que implicam diretamente na auto-estima, trazendo incertezas sobre um ambiente escolar, em que possa se desenvolver em sua plenitude. Recentemente casos de suicídio juvenil e ataques armados aos agressores são corriqueiros no EUA.

Assim prestar atenção em nossas crianças e jovens é compromisso, que não somente envolve os campos da Educação e Saúde Pública. Trata-se de um compromisso social para a criação de um futuro mais salutar e de paz!

Conheça mais noticias sobre Bullyng: http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/comportamento/bullying-preciso-levar-serio-431385.shtml

Esse post foi publicado em Educação, Psicanálise e Outros Saberes, Psicologia, Saúde Pública e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Bullyng Escolar: Um desafio que atravessa as fronteiras da Educação e torna-se também um problema de Saúde Pública.

  1. karen disse:

    Adorei o site e também venho assistindo muitas reportagens sobre o bullyng…Que todos os jovens que praticam o bullyng pense no trauma que esta causando para tal pessoa é prazeroso ver a desgraça dos outros acho que não…Aposto que quem pratica isso não consegue dormir á noite,vamos todos combater contra isso o mundo já é um caus e mais essa agora!obrigada bjusss

  2. Paula Muniz disse:

    Karen
    Que bom que tenha achado o blog interessante. Esse é um espaço de discussão que está aberto para denuncia de todo abuso, que cause danos a saúde mental. E com o advento da modernidade, não são poucos, não é mesmo? Obrigada pelo comentário!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s